quinta-feira, 22 de abril de 2010

Tzé tzé

Lutei contra ele durante grande parte da tarde e resisti-lhe sem o recurso a mais cafeína.
A tarde foi longa, mesmo com a pausa para o chá, as idas à casa de banho e as discussões de assuntos laborais o maldito voltava a atacar.


No regresso para casa bocejei vezes sem conta.
Entrei em casa e após a passagem obrigatória pela cozinha, quarto e casa de banho aterrei no sofá.

Fui vencida. Dormi tanto que faltei a uns pézinhos de dança.

Para a próxima terei que munir de spray mata-moscas.

Sem comentários:

Enviar um comentário