quarta-feira, 12 de maio de 2010

Mesa de cabeceira

Conheço a história mas nunca a li.
Esta semana encontrei-o numa visita à Fnac e ainda por cima em promoção, coisa rara em livros impressos noutra que não a língua de Camões, e não resisti a compra-lo.
Já folheio as suas páginas.


Sem comentários:

Enviar um comentário