quinta-feira, 6 de maio de 2010

Voa borboleta voa

Gosto delas, as borboletas, e gosto que venham ao meu jardim. Jardim que em tempos esteve murcho, sem vida nem flôr. O tempo, a paciência e o crescimento ajudaram-me a cuidar dele. Voltei a plantar e juntei novas espécies às que já o tinham decorado. Plantei, reguei e vitaminei, fiz dele um reino de flores lindas e coloridas. Como em qualquer jardim por vezes existem pequenas ervas daninhas que devem ser retiradas com carinho e paciência.



Todos os jardins esperam por borboletas e o meu não é excepção. Gosto de borboletas mas creio que as minhas favoritas são uma espécie em vias de extinção. Não quero borboletas que hoje poisam no meu jardim e amanhã em jardim alheio. Quero uma borboleta disposta a descobrir e a cuidar cada flôr do meu jardim, e sem medo de ervas daninhas. Uma borboleta que não desista aos primeiros ventos e às primeiras chuvas.

1 comentário:

  1. tenho medo delas....são frageis, inseguras, parecem nao saber muito bem para onde querem ir

    ResponderEliminar