domingo, 28 de fevereiro de 2010

A frequência

"Você é como uma torre de transmissão humana, que transmite uma frequência com os seus pensamentos.
Se quer mudar algo na sua vida mude a frequência, alterando os seus pensamentos" - O Segredo

Somos o que pensamos.

O desconhecido

Não sei quem és, nunca te olhei nos olhos nem ouvi a tua voz, nem mesmo te vislumbrei ao longe mas gostei do que o vento me sussurrou ao ouvido sobre ti.

Os caminhos

Por vezes questiono-me porque será que os caminhos da vida nos levam por vias e ruelas tão dolorosas, não seria mais fácil fazermos a jornada da vida apenas pelos caminhos da felicidade e da alegria.

Até poderia ser mais fácil mas a felicidade não seria tão saborosa se não tivessemos provado a tristeza.

sábado, 27 de fevereiro de 2010

E se fizessemos as malas?

Se eu fosse uma tartaruga...

hibernava até chegarem os dias quentes e solarengos!

Galochas









 As galochas têm sido desde há muito conhecidas pelas suas propriedades em proteger e preservar os pés da humidade. Utilizadas maioritariamente por pessoas com actividades profissionais sujeitas a condições adversas, as galochas foram um tipo de calçado de trabalho até ao dia em que alguém decidiu fazer delas uma tendência de moda.

Nunca consegui perceber o que tem de "fashion" andar com umas botas de borracha, apesar de cheais de cores e desenhos, em plena cidade.
Modernices!!

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Quem me dera


ser a suave brisa que acaricia o teu rosto
ser a onda do mar que massaja o teu corpo
ser a areia que se cola à tua pele
ser o fogo que te aquece nas noites frias
ai... quem me dera!

Sopa de Letras

Desde muito nova tenho a paixão pelas letras, pelos livros, pelas palavras cruzadas e até mesmo pela sopa de letras.
Sempre gostei desta expressão sopa de letras.
Inicialmente eram apenas as massinhas a boiar no prato da canja de galinha, mas depois descobri que a verdadeira sopa de letras era muito melhor que canja... era um abecedário inteiro.

O agora

"Se não estamos totalmente no presente, quando olharmos à nossa volta este terá desaparecido."

da obra 'Só o amor é real' do Dr Brian Weiss

O clima que temos


Somo o que pensamos


Believe in Yourself; All things are possible

As escolhas

Questionamo-nos por vezes se teremos feito a melhor escolha, se não teria sido melhor ficarmos na zona de conforto, na qual por vezes nos sentimos desmotivados e infelizes.

Depois de escolhermos e experimentarmos - corajosos os que dão o passo - poderemos até chegar à conclusão que aquela não foi a melhor opção, mas é preferível arrependermo-nos de a termos feito do que de não a termos feito.

Primeiro estranha-se, depois entranha-se

Esta manhã ouvi na rádio que foi publicado um estudo que refere que 93% das pessoas são previsiveis; fazemos os nossos percursos diários sempre pelo mesmo caminho, vamos aos mesmos sitios, fazemos os pequenos gestos diários sempre da mesma forma.

Quando passamos a fazer algo de modo diferente, por decisão ou por imposição da vida, rapidamente passa a ser rotina.

Lá diz o ditado "primeiro estranha-se, depois entranha-se".

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Ser feliz

"A razão pela qual algumas pessoas acham tão difícil serem felizes é porque estão sempre a julgar o passado melhor do que foi, o presente pior do que é e o futuro melhor do que será."

Marcel Pagnol

A primeira vez

No meu percurso diário pela avenida da vida cruzei-me com ela, a vontade.  A vontade de pegar no meu lápis virtual e abrir a janela de mim e para lá de mim.

Palavras e pensamentos triviais de alguém que hoje e agora decidiu abrir a sua janela.