segunda-feira, 18 de julho de 2011

Actividade física aguça memória

O cérebro é um órgão que nos ajuda, entre outras coisas, a registar, na memória, milhões de informações preciosas. Tem um papel activo nas aprendizagens e também na estruturação da nossa consciência. Sabemos quem somos graças, entre outros processos, à memória autobiográfica.

As últimas pesquisas dão conta que os exercícios físicos podem ajudar pessoas com 50 anos ou mais a melhorar a memória. Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Melbourne, na Austrália, fez testes com 138 voluntários nessa faixa etária e que apresentavam dificuldade de lembrar as coisas.

As pessoas desse grupo que seguiram um programa diário de actividades físicas apresentaram melhoria na função cognitiva em comparação com os que não participaram do programa. Parte dos voluntários fez três sessões de 50 minutos por semana de actividades moderadas, como caminhadas, ao longo de 24 semanas. Os outros voluntários não fizeram nenhuma actividade física específica.

No final, as pessoas que se exercitaram, além de obterem resultados melhores em testes de cognição, também tiveram notas menores numa prova que detecta sinais de demência.

Exames posteriores revelaram que os benefícios persistiram por mais 12 meses depois do fim do programa de exercícios. Está hoje demonstrado que a prática de actividades físicas ajuda, além do sistema cardiovascular e do organismo em geral, as funções cognitivas ao aumentar o fornecimento de sangue ao cérebro aumentando a sua capacidade de resposta e a sua longevidade.

-
Publicado em DESPORTOS DE GINÁSIO com a colaboração do Instituto da Inteligência

Sem comentários:

Enviar um comentário