sexta-feira, 29 de abril de 2011

Paradoxos

"Há uma coisa tão inevitável quanto a morte: a vida"
Charlie Chaplin                     


 

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Guerreiro

A warrior does not give up what he loves, he finds the love in what he does




segunda-feira, 25 de abril de 2011

UMA VEZ APETECEU-ME ESCREVER

Uma vez apeteceu-me escrever
Sobre o mar, o sol e o mundo
E escrevia a preto e branco
O que de colorido havia

Uma vez apeteceu-me escrever
O que ditavam os meus olhos
E esculpia as letras de preto
E pintava as palavras de branco

Escrevia na cegueira da visão
Com palavras escritas no branco
De um mundo visto da quimera
Que a minha alma teimava calar

Mas, uma vez apeteceu-me escrever
A visão da minha alma
E apaguei o branco das palavras
E colori o mundo, o mar e o sol
E pintei as aves do céu

Nesse dia apeteceu-me escrever
O esculpido das cores da vida
Apeteceu-me escrever o amor
Nas palavras de branco pintadas

Uma vez apeteceu-me escrever
E escrevi, escrevi, escrevi…

Autor: Rita Freitas

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Sorriso na voz

"No momento em que sorrimos para alguém, descobrimo-lo como pessoa, e a resposta do seu sorriso quer dizer que nós também somos pessoa para ele.

Saint-Exupéry

Things we forget #5

domingo, 3 de abril de 2011

Rumo

Segue em frente e o mais provável é que encontres algo, talvez quando menos esperares. Nunca ouvi falar de ninguém que encontrasse algo enquanto permanecia sentado.

Charles F Kettering (inventor)