quinta-feira, 14 de março de 2013

Requintes de malvadez

Hoje dedico tempo a abordar outra patologia extremamente frequente, grave e perigosa na sociedade de hoje, a “insegurite” aguda.

Pior que uma pessoa insegura, mas mesmo muito pior, é alguém que sofre de “insegurite” aguda. Os sintomas da segunda são quase idênticos aos da primeira, no entanto quem sofre desta doença, a aguda, junta um requinto de malvadez, por vezes jamais visto, aos sintomas típicos da primeira.

Não obstante a mesma origem os sintomas são antagónicos, se a primeira é associada a comportamentos calmos, tímidos, introvertidos, a segunda, pelo contrário, é associada a comportamentos agressivos, mal-educados, inoportunos e com requintes de malvadez profissionais.

É urgente a criação de um antídoto para este vírus agudo, muito urgente mesmo.



Sem comentários:

Enviar um comentário