quinta-feira, 31 de julho de 2014

Não me chega que gostem de mim

"Não me chega que não me façam chorar: têm de me fazer rir. Não me chega, sequer, um sorriso tímido, têm de saber fazer-me rir descontroladamente. E chorar. E abraçar-me a seguir e dizerem-me que tudo vai correr bem. E que, a seguir, corra mesmo.
Não me chega que não me magoem: têm de me fazer sentir. Não me chega um amor morno, tem de me fazer queimar. Tem de ser uma paixão urgente enrolada em amor calmo. Ou um amor confortável embrulhado numa paixão indecente. Tudo ao mesmo tempo.
Não me chega uma vida morna. Um amor só porque sim. Um ombro só porque ampara. Um abraço só porque aquece. Um sorriso só porque é hábito. Preciso do tudo que é tão mais que isto.
Sou exigente: não me chega que gostem de mim.
Têm de saber amar-me."

- Rita Leston -



Sem comentários:

Enviar um comentário