terça-feira, 29 de julho de 2014

Vícios

Porque me persegues?
Porque me fazes duvidar?
Porque me fazes ter medo, e pensar que o passado se irá repetir?

Tantas vezes pensei que te tinha exorcizado, tantas vezes pensei que a tua presença era insignificante, que pouco ou nada irias influenciar o meu estado.
Não sei como permito que o faças, por vezes parece que perco toda a minha consciência, todas as minhas competências, todo o saber acumulado pela experiencia, e volto ao estado zero.

Estás entranhada em mim como um vício do qual nunca ficarei livre, sinto-me um viciado em constante recuperação e que a todo o momento pode cair em tentação.

Será que tenho forças para me livrar de ti?




Sem comentários:

Enviar um comentário